segunda-feira, 9 de maio de 2016

E mais um caso Lamentável e retroativo no
município de Rio das Ostras aconteceu na madrugada de hoje em Costa Azul ! Desta vez com o próprio, REPETINDO, COM O PRÓPRIO  presidente do Grupo Ostras G Diversidade (entidade civil do município de Rio das Ostras atuante em prol os Direitos Humanos, inclusão social e cidadania LGBT ), o Diretor do grupo ( Wellynton Cremonez ) e com outros LGBTs presentes ! O presidente da Organização Não Governamental junto com os militantes do grupo foram proteger uma cidadã transexual e um homossexual que estava sendo covardemente agredida por um grupo de SETE quando TRÊS rapazes motivados pela HOMOFOBIA agrediram rapidamente o PRÓPRIO PRESIDENTE E REPRESENTANTE DOS LGBTS do município um soco na cabeça e um pontapé na nuca do mesmo ! Os militantes do grupo e os LGBTS presentes ajudaram e socorreram o presidente da associação e a cidadã trans vítimas da violência e da Homofobia no município ! Deixando em aberto que estamos no aguardo da posição da policia militar que foi acionada a prestar socorro e por mais de uma hora não nos atendeu e a polícia civil que ALEGOU NÃO TER NENHUMA VIATURA DISPONÍVEL no momento para ir atrás dos criminosos. O presidente do Grupo Ostras G Diversidade (Hórus Vlasack ) ,mesmo ferido , impediu que os LGBTs presentes não fizessem justiça com as próprias mãos com garrafas quebradas , pedaços de madeiras , pedras etc. Pois o coletivo de criminosos homofóbicos ,transfóbicos e covardes presentes ,além das agressões com chutes, socos e pontapés , agrediram nosso diretor do grupo com um pedaço de madeira também e  saíram correndo !

domingo, 5 de julho de 2015

Estão abertas as inscrições para o curso de Técnico em Guia de Turismo no Senac Macaé. O curso é gratuito e as inscrições devem ser feitas pelo site www.rj.senac.br/psg Os interessados devem estar cursando o segundo ano do ensino médio ou já ter concluído o ensino médio. São trinta vagas para Macaé.

quarta-feira, 6 de maio de 2015

"Amigos, queremos apoiar este professor que passou por um processo seletivo e não consegue a sua vaga de direito.
O professor de História, Fabiano de Melo Emmerick, residente em Macaé, passou em 8º. Lugar, em um processo seletivo, registrado em Diário Oficial. Contudo, onze outros profissionais já foram chamados, e ele não. Alegaram que não foi chamado porque recebera uma avaliação negativa do diretor da escola onde trabalhava, mas isto não é verdade, atestada por um ofício feito por este diretor e anexado aqui.
Queremos entender, por que isto aconteceu? E também, quando ele será chamado para assumir sua vaga?"

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Este desmatamento está sendo cometido no sítio Batalha. A muito tempo venho combatendo o desmatamento neste sítio. Entre as árvores derrubadas encontram-se Braúnas, Congonhas e diversas outras árvores quem compõem a flora da mata atlântica. Com este tipo de crime a fauna desta região tem cada vez menos alimento uma vez que seu habitat vem sendo destruído.
O desmatamento neste lugar vem acontecendo a cerca de dez anos. Como a multa é em cima da propriedade e não no CPF do autor o grileiro nem liga, pois ele não paga e continua a desmatar. Sem dizer que não há a obrigação de reparar o dano.

Estão vendendo na serra um veneno chamado silvestre que basta ser borrifado na casca da árvore para que essa venha a secar rapidamente. Também é utilizado o Tordon, só que essa espécie de herbicida dá mais trabalho uma vez que tem que se fazer um furo na árvore para utilizá-lo. Depois do pasto feito é usado o ROUNDUP outro herbicida que evitas que as árvores e outras plantas voltem a crescer naquele local. Todos estes produtos são extremamente maléficos ao meio ambiente e, por conseguinte ao homem que também faz parte dele.

Neste mesmo blog já foi noticiado anteriormente o desmatamento neste local, para mais informações: http://www.macaeverdade.com.br/2011/07/sos-mata-atlantica-de-glicerio.html






terça-feira, 20 de janeiro de 2015

No Dia 18 de janeiro deste ano os moradores de Glicério descobriram que o DPO que havia naquela localidade havia sido desativado, isso aconteceu sem nenhum conhecimento prévio da população, ou pelo menos não foi afixado em nenhum local público ou foi afixada nota dizendo que o mesmo ocorreria.
Mais uma vez a Serra Macaense é desrespeitada e atropelada por atos unilaterais que só pioram a qualidade de vida em nossa amada região. Este veículo de comunicação já citou em matéria anterior o descaso com a segurança em nossa serra, incluindo os crescentes atos de vandalismos contra o patrimônio público, assaltos a residências e comércios e o aumento também no número de assassinatos, como também a comercialização de entorpecentes.
Segundo moradores da região no mesmo dia em que o DPO foi desativado teriam ocorrido casos que levaram a desordem pública.
Segundo o site da Câmara municipal de Macaé teria sido aprovada a transposição dos antigos DPOs para a rua Principal dos distritos onde estes existiam, tornando possível a criação de um corredor de segurança nas mesma sessão, também foi lembrado o pedido de moradores da Bicuda para instalação de um DPO nesta localidade já que a mesma era atendida por policiamento de outros distritos.
Porém na contramão desta notícia nos deparamos com este absurdo que foi a retirada do policiamento ostensivo da localidade de Glicério, ou seja, ao invés de termos mais DPOs e policiais patrulhando a nossa serra teremos menos.
Para piorar a situação de nossa região ainda temos o crescente número de marginais que para cá vem se dirigindo fugindo das instalações das UPPs nas comunidades cariocas assim como a vinda de meliantes para engrossar as fileiras das facções criminosas em nossa região.
Será que esta é a política de combate a criminalidade a qual se referiu durante a sua campanha o atual governador do Estado Sr. Pezão? Abro aqui um parêntese também para pedir ao comando do 32º BPM para que se pronuncie ante aos moradores da serra, mostrando o respeito que lhes é devido, uma vez que o senhor é um funcionário público e que pertence a uma instituição a qual tem o lema “Servir e Proteger”.
Para servir e proteger é necessário que o policiamento se faça presente ostensivamente.
Chega de descaso com a serra macaense, não desistiremos até ter de volta o DPO e a implantação de outros nas demais localidades.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Desde ontem 13/08 está acontecendo em Macaé e Rio das ostras uma operação policial que visa combater crimes como assaltos a pedestres, furtos de veículos e tráfico de drogas.

A operação consta com 230 policiais espalhados por 33 pontos estratégicos destas duas cidades. Segundo informações a operação não tem data marcada para terminar.

Além do combate ao crime a operação tem como foco cumprir mandatos de prisão.

A operação acontece em um momento em que a criminalidade nestes municípios tem crescido bastante, inclusive com casos de homicídios, furtos e tráfico de entorpecentes.

A operação será realizada por tempo indeterminado. Durante a tarde alguns pontos apresentaram resultados. Na Avenida Presidente Sodré, no Centro, policiais interceptaram um veículo que transportava celulares, tablets e outros materiais eletrônicos. Segundo o comando da operação, o condutor foi conduzido para a 123ª DP, pois não apresentava nota fiscal do material, habilitação e documento do veículo. 

segunda-feira, 19 de maio de 2014

ESCOLA MUNICIPAL OLGA BENÁRIO PRESTES

*VAGAS DE 7º E 8º ANOS DE ESCOLARIDADE PELA MANHÃ.
*VAGAS DE 6º E 7º ANOS DE ESCOLARIDADE À TARDE.

Escola funcionando no Centro de Convenções - Barreto. Venha nos fazer uma visita e conhecer nosso trabalho!

Caso queira remanejar seu/sua filho/a faça o seguinte:

1º)  - Vá até a escola onde ele/a estuda e peça uma DECLARAÇÃO DE ESCOLARIDADE;

2º)  - Compareça à Secretaria Municipal de Educação, no Setor de Matrícula, levando essa declaração e peça remanejamento. o Sr./Srª receberá um documento para levar até a escola em que ele/a estuda e peça o PROTOCOLO DE TRANSFERÊNCIA;

3º) - Por fim, visite-nos para realizar a matrícula portando RG original, Cópia da certidão de Nascimento e original, 02 fotos 3x4 recentes, cópia do comprovante de residência e os documentos fornecidos pela escola de origem e Secretaria de Educação.